Buscar

Acordo entre Budweiser e NBA: benefícios, desafios e impactos



O acordo inovador entre Budweiser e NBA promete chacoalhar a indústria do esporte e do entretenimento. Saiba mais sobre a parceria, os benefícios para ambas partes e os impactos dessa no ecossistema


No final de Fevereiro, a Budweiser, marca de cerveja da Ambev, anunciou novo acordo com a NBA Brasil, tornando-se a nova parceira de mídia da liga de basquete norte-americana, em território brasileiro. A relação entre as duas já vinha desde 2014, com a realização de propagandas, eventos e ativações, porém o novo acordo promete dar nova identidade a essa parceria e impactar o mercado de patrocínios e de transmissões esportivas.


O projeto tem dois pilares: a transmissão de jogos da NBA ao vivo nas plataformas da Budweiser – site e redes sociais - e a produção de conteúdo exclusivo, conjuntamente entre o time nacional da marca de cerveja e a NBA Brasil.


Até então, as partidas da NBA no Brasil eram transmitidas apenas em canais de televisão pagos, ou na emissora Bandeirantes, que detém os direitos de transmissão de algumas partidas. A partir de agora, os jogos serão transmitidos nas plataformas da Budweiser, de maneira gratuita, levando a uma democratização tanto da liga, como da modalidade. Além disso, a marca passará de uma interruptora do espetáculo, com propagandas nos intervalos, para a promotora do show, estando presente não apenas durante a partida, como no pré e pós-jogo.


Em relação à criação de conteúdo, esta irá extrapolar a temática do basquete, mas será sobre a cultura e o lifestyle do esporte, um ponto de intersecção entre a Bud e a NBA. Portanto, pode-se esperar conteúdos relacionados a música, arte, moda e quem sabe manifestações de cunho social. Para tal, além da colaboração de ambas equipes, serão utilizados creators ou digital influencers, de maneira a acrescentar conteúdos ao público de maneira natural, mas sempre lembrando a marca de cerveja.


O projeto, de caráter completamente disruptivo, explora um ecossistema em crescimento na indústria esportiva e de entretenimento, a produção de conteúdo audiovisual. Um estudo da Kantar IBOPE Media revelou que os brasileiros nunca consumiram tanto conteúdo em vídeo, em todos os formatos, como em 2020. Aí se encontra uma oportunidade extremamente valiosa para as marcas como um todo, mas principalmente para aquelas que se atrelam ao esporte. É uma forma única, orgânica e sensitiva de se conectar com seus consumidores, aumentar o engajamento, proporcionar momentos de alegria, posicionando a marca de forma positiva na mente dos torcedores, atraindo leads e, consequentemente, alavancando as vendas. Nesta toada, vale ressaltar o projeto da Red Bull, que há alguns anos deixou de ser apenas uma fabricante de energéticos e se tornou uma empresa de entretenimento, com expertise na produção de conteúdo.


Porém, vale destacar que junto a toda oportunidade, existem dificuldades e essas não são poucas. Os espectadores da NBA estão acostumados com transmissões de qualidade impecável e não esperam nada menos do que isso, portanto as expectativas estão lá em cima. Como um projeto novo, a Budweiser e a NBA terão de entender disso e oferecer um conteúdo de altíssima qualidade, entendendo seu público e adaptando esse de acordo com os desejos de seus espectadores. Esse é uma dificuldade muito encontrada por muitas plataformas de streamings e OTT, como é o caso da DAZN e de plataformas de clubes que optam por transmitir as próprias partidas. Desta forma, será necessário um planejamento e uma estratégia de longo prazo, para que o projeto ganhe corpo, adeque-se aos consumidores e que as marcas, em sinergia, incorporem a produção de conteúdo dentro de sua cultura.


Na história da liga nunca tinham sido formalizados acordos de tal importância, junto a marcas. O pioneirismo na relação trará ganho mútuo: ao passo que a cervejaria passará a ampliar seu escopo, gerando conteúdo e experiência aos consumidores, o mundo do basquete ganhará visibilidade no Brasil, a partir do acesso democrático aos jogos. Assim, a associação entre a Budweiser e a NBA Brasil ganha valor, tendendo a crescer cada dia mais.


Por: Luiza Sarquis e Thiago Levy


86 visualizações0 comentário
Cópia_de_LiGE_Logos-11.png